Oxi mainha, Bahia! Salvador é a terra do sol, do sal, da diversão, dos prazeres e alegria. Tanta coisa boa em um só lugar! No feriado de Corpus Christi de 2015, eu e meu irmão fomos passar três dias em Salvador.

Esse pit stop na capital baiana foi a maneira que encontrei de dar uma segunda chance ao estado. Quando tinha 13 anos visitei Porto Seguro, sai de lá não muito feliz, porque, sinceramente, não tinha gostado. Mas, quem pode ter uma opinião definitiva sobre um lugar aos 13 anos?

Segunda oportunidade de conhecer a Bahia

11390361_10206849440222623_4287377485872399042_n
Elevador Lacerda, dia 01.

Algum tempo se passou e eis que surgiu a oportunidade de olhar com outros olhos a Bahia. Primeira impressão foi o calor! Em pleno junho, ou seja, inverno, achei a cidade abafada, calorenta. Faltava aquele ventinho de mar, sabe? Mas isso foi só no primeiro dia, em que tiramos pra percorrer o centro histórico. Andamos o Pelourinho todo, fomos no Elevador Lacerda. Cá entre nós, a descida é bem rápida. Além disso, fiquei triste porque era um elevador normal, não tinha visão panorâmica… Pelo menos custou alguns centavos, foi barato. Ainda no nosso primeiro dia fomos na Igreja do Senhor do Bonfim. Como boa turista tratei de amarrar minha fitinha nas grades, fiquei encantada com as cores que elas proporcionam.

No segundo dia ficamos na Praia da Barra, embaixo de sol. Trocávamos entre banho de mar e descanso na areia. Dia perfeito, né? Sem contar na beleza do local com suas águas verdes cristalinas quentinhas.

Salvador: cidade maravilhosa

Agora aqui, fica entre a nós: achei Salvador maravilhosa porém perigosa, cidade dos espertos. Não aconteceu nada, mas parece que todo ambulante quer te passar a perna. Oferece uma mercadoria com o preço três vezes maior e não te desgruda até cansar de ouvir não.

Ter cuidado, não dar mole com objetos de valor e saber negociar são qualidades importantes que você como turista deve dominar. Sem contar no clima desregulado de junho. É até cômico, porque está um calor, super abafado, cinco minutos depois chove e logo abre o sol. Foi assim nossa experiência toda.

Fora isso, aproveite as maravilhas do lugar. E se quiser dica de hospedagem BBB (boa, bonita e barata) procure o Laranjeiras Hostel, no coração do Pelourinho. Outro conselho de amiga é aproveitar o espaço físico da loja dos Los Paleteros, perto do Farol da Barra. Sério, é melhor lounge para um picolé pós um dia de praia.

1 COMENTÁRIO

  1. Qual será a próxima parada?? hahaah te vejo em Dezembro 😡 (viva ou morta) mas um texto muito gostoso de ler… parabén amiga, pode fazer minha redação do enem! beijos, te amo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here