Haifa é a terceira maior cidade de Israel, atrás apenas de Jerusalém e Tel Aviv. Escolher o que fazer em Haifa depende de quanto tempo disponível você terá, mas verdade seja dita: a cidade é uma das mais bonitas do país e tem muito a oferecer aos visitantes.

Um ditado popular local diz que “Haifa works, Jerusalem prays and Tel Aviv plays”. O que, em tradução livre, seria: “Haifa trabalha, Jerusalém reza e Tel Aviv brinca”. Por essa analogia dá para entender um pouco da relação entre as três maiores cidades de Israel, que merecem ser visitadas pelo turista que embarca para a Terra Santa.

Leia mais: Os lugares sagrados de Jerusalém que valem a pena conhecer

Jardim Bahaísta, Haifa
Jardim Bahaísta, o lugar mais conhecido de Haifa

O que fazer em Haifa?

Haifa abriga o maior porto de Israel, tem praias bastante movimentadas, bairros modernos, distritos antigos, além de igrejas e mesquitas. Para resumir: a cidade reúne um pouco de tudo. Embora seja uma cidade comercial, existe uma série de programas do o que fazer em Haifa.

Por ser montanhosa, uma boa maneira de explorar a região é começar pelo topo da cidade e ir descendo. Melhor ainda é combinar caminhadas com os transportes públicos, incluindo ônibus e o Carmelit, o único sistema de metrô de Israel.

Abaixo listei o que fazer em Haifa, mas não esqueça de também conferir o post do que você precisa saber sobre Israel antes de ir.

Jardim Bahaísta

Várias religiões estão presentes em Haifa, desde Judaísmo, Cristianismo, Fé Bahai até Budismo. Entretanto, o destaque principal da cidade é o Jardim Bahaísta, que abriga o Santuário de Bab, o precursor da Fé Bahai.

A Fé Bahai – religião monoteísta surgida no Irã, em meados do século XIX – enfatiza a união espiritual de toda a humanidade. Ela acredita na beleza e na perfeição. O resultado disso não poderia ser menos do que belo e grandioso, bem como o Jardim Bahaísta.

Para entrar e visitar os jardins, os turistas devem estar com roupas que cubram os ombros e joelhos. A entrada não é cobrada. Recomenda-se pelo menos 50 minutos para subir e descer as escadarias que dão charme ao local.

Importante: Não esqueça da garrafa d’água e de passar protetor solar, pois o clima é sempre quente em Israel.

Jardim Bahaísta, Haifa
Foto: Pixabay

Rua Ben-Gurion

Cheia de edifícios dos templários, muitos deles hoje transformados em bares ou restaurantes, a Rua Bem-Gurion é uma das mais frequentadas pelos turistas. Essa região é conhecida como Colônia Alemã e é uma ótima opção do o que fazer em Haifa, principalmente durante a noite quando a rua costuma ficar movimentada.

Rua Ben-Gurion
Foto: Wikimedia Commons

Wadi Nisnas

Haifa tem uma população mista, por isso, tem influência de diversos povos e religiões. Desse modo, é na parte árabe de Wadi Nisnas que se encontram ótimos locais para comer.

Além disso, é nessa região que se encontra o mercado a céu aberto mais autêntico de Haifa, que está cheio de produtos cozidos, frutos do mar frescos, frutas e vegetais.

Leia mais: Israel de norte a sul em 10 dias

Foto: Wikimedia Commons

Louis Promenade no Monte Carmelo

Na encosta da montanha de Haifa, esse passeio é perfeito para caminhadas, corridas ou para relaxar no caloroso sol do Mediterrâneo. Com uma bela visão que se estende da cidade de Haifa para o afloramento branco distante que é Rosh NaHikra, você pode ver as cidades costeiras de Nahariya, Akko e o Krayot com as baixas montanhas verdes da Galileia Ocidental.

o que fazer em HaifaHaifa foi uma ótima surpresa no norte de Israel. Encontrar o que fazer em Haifa não é difícil, ainda mais pela cidade ser tão eclética.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here