Além dos clássicos pontos turísticos, há vários lugares não óbvios no Rio de Janeiro. Privilegiada que é, a cidade é lotada de paisagens memoráveis. O encontro da natureza com a urbanização nem sempre é organizado, mas na Cidade Maravilhosa há beleza até no caos.

Mas para a cidade ser chamada de maravilhosa, há outras coisas que chamam atenção, além do mar e da areia. Por isso, resolvi listar alguns lugares não óbvios no Rio de Janeiro, que você deve conhecer quando estiver pela cidade.

Centro Cultural Banco Do Brasil

Localizado no centro da cidade, próximo a Igreja da Candelária, o CCBB abriga exposições gratuitas de grandes nomes. Também é sede de uma livraria e um café. Indico muito o CCBB para os dias de chuva no Rio de Janeiro. O melhor de tudo? A entrada é gratuita.

Parque das Ruínas

Os bondinhos amarelos circulam pelas ruas de Santa Tereza, levando ao Parque das Ruínas, um espaço inaugurado em 1997. Hoje, ele funciona como teatro, sala de exposições, circo e café, além de ter uma vista incrível do Rio.

Antigamente, o local era a casa de Laurinda Santos Lobo, que adorava dar grandes vestes na época da Belle Époque carioca, em meados de 1900.

A entrada é gratuita.lugares não óbvios no Rio de Janeiro

Instituto Moreira Salles

A antiga casa de Walther Moreira Salles e sua família, na Gávea, é hoje um centro cultural. Por lá, rolam exposições e shows, além do acervo de música e literatura. A arquitetura dos anos 50 foi projetada por Olavo Redig e os jardins por Roberto Burle Marx, o mesmo do Parque Ibirapuera, em São Paulo, e a Pampulha, em Belo Horizonte.

Instituto Moreira Salles RJ
Foto: Wikimedia Commons

Mirante da Paz

Um dos melhores lugares não óbvios no Rio de Janeiro também tem uma das melhores vistas da cidade. O Mirante da Paz, no Morro do Cantagalo, tem entrada gratuita e fica pertinho da estação General Osório do metrô.

Uma vez na estação, saia pela que leva para o Complexo Rubem Braga, que conta com elevadores, passarelas e outros serviços para facilitar a mobilidade dos moradores. Para chegar ao mirante, você só precisa entrar no elevador, parar no segundo andar e subir alguns lances de escada para ter a visão 360°.

O horário de funcionamento do elevador é de 5h à 0h.

Museu de Arte do Rio

Inaugurado em março de 2013, o MAR (Museu de Arte do Rio) é parte do projeto de revitalização da zona portuária e se divide em dois prédios de arquitetura bem diferente, unidos por uma escultura em formato de onda no telhado.

O museu conta com várias exposições, programação educativa e um restaurante com vista panorâmica.

Funciona de terça a domingo, das 10h às 17h. O ingresso custa R$ 20 inteira, R$ 10 a meia-entrada.

Dica: às terças-feiras a entrada é gratuita! Outra sugestão é ir de transporte público, já que o museu não possui estacionamento próprio.

museu de arte do rio
Foto: Wikimedia Commons

Ilha Fiscal

A Ilha Fiscal foi palco do último baile do Império, logo antes da Proclamação da República, e hoje fica sob os cuidados da Marinha, como parte do Complexo Cultural do Serviço de Documentação da Marinha.

O castelo verde tem uma bela arquitetura e algumas exposições permanentes. Além de vista privilegiada, do meio da Baía de Guanabara. O passeio até a Ilha é realizado com a escuna Nogueira da Gama e dura cerca de 10 minutos. Em caso de mau tempo o trajeto é feito de van.

O ingresso custa R$ 30 a inteira e R$ 15 meia-entrada. A visita pode ocorrer de quinta a domingo em três horários: 12h30, 14h e 15h30. Os ingressos serão vendidos no período das 11h às 15h10. O embarque acontece 20 minutos antes.

ilha fiscal
Foto: Flickr

Casa França Brasil

Localizada ao lado do CCBB, a Casa França Brasil é mais um dos lugares não óbvios no Rio de Janeiro. O prédio é o primeiro registro do estilo neoclássico na cidade e influenciou uma série de outras construções contemporâneas. Sua construção começou em 1819, a pedido de D. João VI ao arquiteto Grandjean de Montigny, integrante da Missão Artística Francesa.

Hoje, o lugar abriga eventos culturais em um salão de 700 m2. Além de também exibir atrações na área externa. A entrada é gratuita.

Mais: sugestões de leituras sobre os lugares não óbvios no Rio de Janeiro

Para quem está buscando mais informações sobre o Rio de Janeiro, a Debora, do blog Diário de uma viajante, dá dicas ótimas nesse post sobre como conhecer a cidade carioca com grana curta. A Kari, do blog KariDesbrava, compartilha a agenda de eventos de 2018 no Rio de Janeiro.

3 COMENTÁRIOS

  1. Esses lugares são lindos. Ao lado do Parque das Ruínas tem Chácara do Céu que foi residência de Raymundo Castro Maia e é tb linda. Nunca fui ao Mirante da Paz. Ótimas dicas ,beijocas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here