Que eu amo ler, isso não é novidade para ninguém. O problema é que no meu quarto já não cabe mais livros físicos. E, para as viagens, sempre foi complicado carregar um ou mais exemplares.

Então, depois de uma promoção no Ponto Frio, investi em um Kindle básico. E essa foi, sem dúvidas, a melhor compra de 2016. Meu Kindle é meu companheiro de viagens desde então.

Livro físico X Kindle em viagens

Quando levo um livro para viajar, geralmente ele volta acabado. E das duas uma: se a leitura não embalou para mim, o livro fica jogado na mala; ou levo um com uma história fantástica, mas que é enorme e acaba pensando para carregar.

Livro físico tem lá suas vantagens, mas o Kindle também. Com o livro podemos criar uma biblioteca física, colecionar capas e nos empolgar ao abrir um exemplar cheirando a novo.

Leia mais: Resenha – Índia além do olhar

Com o Kindle a maior vantagem é a praticidade. Ele é leve, pequeno e tem capacidade para armazenar milhares de livros. Não gostou de um livro? É só passar para outro. Fácil, rápido e sem encher sua mala durante uma viagem.

Sem contar que a Amazon oferece serviços fantásticos. Como o aplicativo que sincroniza toda sua biblioteca digital na nuvem. Assim, você pode continuar a leitura pelo computador, celular ou tablet.as vantagens do kindle em viagens

Kindle: o melhor amigo para viagens

No voo SSA para Joanesburgo eu li um livro inteiro pelo Kindle. Se tivesse levado um único livro físico, chegaria ao meu destino e não teria mais nada para ler – a menos que comprasse outro durante a viagem. A maior vantagem de ter o Kindle em viagens é poder ter acesso a várias leituras diferentes na palma da mão.

O maior problema é habilitar o “comprar com um clique” na Amazon. Uma maravilha, mas que se não tivermos controle, a conta do cartão de crédito pode vir exorbitante. Minha alternativa para isso é baixar arquivos em PDF ou Mobi nesse site e transferir pelo cabo para o Kindle. Posso ter mais trabalho, entretanto, meu bolso agradece.

Os custos de um Kindle

À primeira vista, adquirir um Kindle pode parecer ser mais caro do que comprar livros. Porém, no longo prazo a matemática vale muito mais a pena. Sem contar que a Amazon disponibiliza uma biblioteca de livros gratuitos e sempre lança promoções com exemplares a menos de R$10.

Para os leitores ávidos, a Amazon também oferece o Kindle Unlimited, que por R$19,90 ao mês dá acesso ilimitado a milhares de eBooks para ler à vontade. Essa é uma maneira eficaz de sempre ter acesso a conteúdos novos pagando pouco. Mas, acho que só vale a pena para quem lê muito.

Leia mais: 10 livros para inspirar suas próximas viagens

Kindle em viagensCinco vantagens de ter um Kindle em viagens

  1. Ele é leve, pequeno e armazena milhares de livros.
  1. Pode ser caro para comprar (o básico custa R$300 e o com luz, chamado Paperwhite, custa R$479), mas é mais vantajoso no longo prazo, já que os livros nele costumam ser mais baratos que nas livrarias.
  1. Com o Kindle é possível ver o significado das palavras ao clicar nelas, mesmo off-line.
  1. A bateria dura até seis semanas, ou seja, não precisa ficar carregando ele todo dia.
  1. A tela é própria para longas leitura, diferente do celular e tablet. Além disso, você pode ajustar o tamanho da fonte de acordo com sua preferência.

No YouTube

Assista “Kindle: o melhor amigo para viagens”, aproveita e se inscreva no nosso canal do YouTube para ficar por dentro de tudo que publicamos por lá!

Eu, que era do time dos livros impressos, hoje reconheço a importância do Kindle em viagens. Ele é muito mais prático, dinâmico e leve. Ótimo para carregar dentro do mochilão para encarar as longas horas de estrada. Sem contar que com o Kindle em viagens dá para ter acesso aos guias de viagem em apenas um toque e em qualquer lugar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here