Você provavelmente já ouviu falar em Cartagena, ou o caribe colombiano. Não sei se é só percepção minha, mas o destino tem se tornado queridinho entre os brasileiros, e esse fato é recente. A cidade é sim encantadora. Eu fiquei apaixonada, não só por Cartagena, como pelo país, a Colômbia. Mas nem tudo é 100% perfeito.

Caminhando em cima da muralha.
Caminhando em cima da muralha.

Lembro que o maior medo dos meus pais em me deixar visitar a Colômbia era as FARC. Foram dias de pesquisa e busca de argumentos para convencê-los de que agora é um lugar seguro. E sim, você pode ir tranquilo, porque tanto em Bogotá quanto em Cartagena o que ouvi dos locais é que agora a tensão está normalizada. E convenhamos, quanto à segurança pessoal, quem vive no Rio de Janeiro sabe como lidar em outras partes desse mundo. 😉

Bom, voltemos a Cartagena:

Entenda Cartagena

Torre do castelo vista de fora da cidade murada.
Torre do castelo vista de fora da cidade murada.

Cidade colonial, recheada de história. Preserva a muralha que cerca o centro histórico, ela servia de proteção aos ataques de piratas ou invasores, que tentavam saquear a cidade ainda na época colonial.

As ruas são coloridas, cheias de vida e flores. A cidade tem um ritmo diferente, mas não se engane: faz muito calor! Na hora do almoço eu voltava para o Hostel para descansar e, claro, fugir do abafado da rua.

A torre do relógio é o ponto de referência na cidade murada, e é por ali que você encontra barraquinhas de alimentação, algumas inclusive de doces típicos colombianos. A muvuca de vendedores de passeios às ilhas também fica por ali, o esquema é aquele de sempre: tentam te vender o produto deles mesmo que você diga não um milhão de vezes.

O lado negativo é que Cartagena se transformou em um destino extremamente turístico, recebe desde mochileiros a casais em lua de mel. Todos os lugares estarão lotados de pessoas fotografando ou apreciando o que veem. Durante a noite é quando as ruas ficam mais lotadas, pois é o momento em que os turistas voltam dos passeios às praias. Fui em fevereiro, em pleno verão, então posso dizer que conheci a cidade na alta temporada e lotada.

Documentos necessários

Na América do Sul brasileiros só precisam do RG em boas condições.

Quantos dias

Fiquei quatro dias, ou seja, três noites, e foram suficientes para conhecer tudo o que eu queria.

O que levar na mala

Roupas leves, principalmente se você for no verão! Não esqueça o protetor solar, chapéu, canga e tudo aquilo que você costuma levar para praia. E claro, um calçado bem confortável para caminhar no centro histórico.

Onde se hospedar

El Genoves Hostal, Cartagena.
El Genoves Hostal, Cartagena.

Fiquei no El Genoves Hostal, na Calle Cochera del Hobo #38 – 27. Era o local que mais se adequava ao meu orçamento. É um hostel bem tranquilo, se você estiver procurando festa e agito, não vá para lá, porque para se ter noção, o El Genoves não tem nem bar e a “área social” fica ao redor da piscina. Os quartos possuem ar condicionado e a diária inclui café da manhã. Outro benefício é que a localização é ótima, dentro da cidade murada. Os atendentes eram muito simpáticos e prestativos, me ajudavam sempre, um deles inclusive, era amigo de uma conhecida minha.

E eu soube que o Hostel ganhou o Certificado de Excelência 2015 do Trip Advisor!

Aeroporto → Hostel / Transporte 

Eu cheguei a noite e fui embora de manhã cedo, a melhor alternativa para mim foi o táxi. Mas não tenha medo, devido a proximidade com o centro histórico as corridas não costumam ser muito caras.

Para caminhar na cidade murada você não precisará de táxi, ônibus ou qualquer outro meio de transporte, a menos que você queria fazer um passeio romântico de charrete, o que não foi o meu caso.

Quais passeios fazer em Cartagena

  • Centro Histórico

    Pôr do sol e eu.
    Pôr do sol e eu.

Reserve um dia para conhecer toda a cidade, dá para andar pelas muralhas, ver a igreja, a torre do relógio e todas as ruas coloridas que são o charme do lugar. Ao fim desse mesmo dia vá para a muralha ver o pôr do sol, pode ser no Café Del Mar, porém os preços de lá são bem salgados e a concorrência para as melhores mesas é alta. Dica: chegue cedo se quiser ficar por ali.

  • Castillo de San Felipe de Barajas

Indo para o castelo, já fora da cidade murada.
Indo para o castelo, já fora da cidade murada.

Esse passeio demanda pelo menos uma manhã, não porque tenha muita coisa para ver, mas porque fica fora da cidade murada e é preciso caminhar um pouquinho. Você pode ir de táxi até o Castelo, mas eu preferi ir andando. Com o mapinha na mão saí do centro histórico e cheguei no Castelo bem rápido até, mas estava muito calor! Lembro que comprei umas quatro garrafas d’água e até cogitei comprar um chapéu de algum vendedor ambulante, só que estava caro para mim.

Vista do castelo e eu, claro, na sombra!
Vista do castelo e eu, claro, na sombra!

Para entrar no castelo é necessário comprar um ticket na bilheteria, graças a minha carteirinha de estudante internacional paguei meia entrada. Entretanto, a parte mais divertida foi subir a colina do castelo… Só que não. Acrescente calor, sol forte e uma pessoa cansada e você terá noção do que eu era naquele momento. É claro que o mapa virou abanador! Mas é só chegar no topo que você entende, a vista é linda! Encanta de verdade! Fiquei na sombra por alguns bons minutos admirando.

Estando lá se perca entre os túneis, passagens secretas e as construções antigas. É possível contratar o serviço de guia caso queira maiores explicações sobre o lugar.

  • Isla Del Encanto

11079621_10206099189186816_5668776630316887922_nAntes de decidir qual passeio fazer eu já tinha lido em alguns blogs que as praias de Cartagena são tumultuadas de vendedores e turistas. Por isso, escolhi ir para a Isla Del Encanto. Uma praia tranquila, com um resort e acesso contado de turistas por dia. O passeio é caro, mas vale a pena: tem almoço incluído, acesso a piscina e wifi na praia! Preciso dizer que eu estava no paraíso? Além disso, não há vendedores te incomodando nem nada! Uma paz só… E os garçons entregam a bebida na sua cadeira, quando você quiser, o pagamento é no final do dia.

Já a praia em si é tranquila, não tem ondas, a areia é branca e a água quentinha. Só que não perde nada para Arraial do Cabo/RJ (meu xodó em quesito praia), só a estrutura em si que era espetacular.

Eu gostaria muito de ter feito outro passeio e conhecido a Playa Blanca, a famosa e cartão postal de Cartagena. Acontece que no único dia que eu tinha disponível, acordei tarde. Geralmente os barcos saem do porto às 8h e eu perdi a hora. Fica pra próxima, quem sabe?

Gastronomia colombiana

Então, eu não sou chata para alimentação, como de tudo. E na Colômbia eu comi muito bem. Do doce ao salgado, não tem algo que eu tenha experimentado e não tenha gostado. Se me permite o pitaco, vá experimentar a limonada de coco da Sierva Maria! Uma cafeteria muito charmosa localizada na rua perto da Torre do Relógio. Acho que nunca bebi uma limonada tão gostosa quanto aquela, que saudades!

O lugar ainda é charmoso!
Sierva Maria: o lugar ainda é charmoso!

No mais, deixe a Colômbia te conquistar e volte tão encantado quanto eu.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here