Todo dia é um 7×1 diferente. Meu mais recente é (tentar) aprender alemão. Quando troquei de curso na faculdade fiquei com muito tempo ocioso, o resultado foi procurar algum curso de idiomas, por hobby mesmo.

E aí veio a questão:

Inglês – OK
Espanhol – OK
Francês – tentei, mas achei muito chato
Italiano – amei o idioma, mas odiei o método do curso que eu fazia na época

No fundo, queria voltar a estudar italiano. Só que sejamos realistas: só quem fala italiano são os italianos! Profissionalmente falando não é tão interessante. Por isso, resolvi me aventurar pelo alemão.

E caramba! Que idioma! Esse vídeo no youtube ironiza um pouco do que é falar alemão. É claro que é bem exagerado, ninguém se comunica gritando assim, mas não deixa de ser cômico.

Sobre aprender alemão

Acho exagerada a percepção que as pessoas têm do idioma. Não é impossível de aprender, porém é preciso (muita) dedicação. Corrijam-me os avançados, mas eu percebo que os alemães são muito certinhos, seja na gramática, ou no dia-a-dia. Depois que você se interessa pelo aprendizado de algum idioma é inevitável não querer conhecer um pouco da literatura, cultura ou curiosidades daquele país.

Nesse quesito, a Alemanha sempre me surpreende. Não só seu passado histórico, como o presente geopolítico me interessam muito. Acho que nunca segui tanto blogueiro/vlogueiro brasileiro ou alemão que more em terras germânicas, e olha que eu nem sabia que poderiam existir tantos expatriados assim.

Essa é uma boa dica para quem deseja aprender qualquer idioma: procurar meios de se aproximar dele. No meu caso são os vídeos no youtube, os áudios do cd do livro do curso e a literatura.

Se me permitem o pitaco, todos os brasileiros curiosos por alemão deveriam ler Um brasileiro em Berlim, de João Ubaldo Ribeiro. É um livro pequeno, narrado na década de 90 – imagino eu que algumas coisas devam ter mudado de lá para cá –, e muito engraçado! Ri do início ao fim, sem contar que o modo que Ubaldo Ribeiro escreve torna a leitura maravilhosa.

Leia mais: 10 livros para inspirar suas próximas viagens

E alemão, para mim, é isso: uma goleada todo dia. Na fonética, no diálogo e na escrita. Arrisco a dizer que sou mais confiante escrevendo, mas não me peçam para ler em voz alta de jeito nenhum!

Quem sabe daqui a alguns livros e muitas horas de estudo… Falando nisso, vou ali tentar aprender alemão um pouquinho. Tschüss!

Foto: Language Trainers Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here