Perrengue de viagem: quem nunca teve que atire a primeira pedra. Mais uma prova de que não existe viagem redonda, né?

Eu já passei pelas mais diversas situações, desde perder a hora de saída do trem até chegar ao destino, um roteiro de aventura, embaixo de chuva e ter que cancelar todo o passeio.

A encrenca mais recente foi ir para a Bélgica e conhecer apenas o hospital. Isso mesmo. Fiquei internada por três dias em Leuven, com direito a visita ao centro cirúrgico. Será que posso contar como mais um país visitado, mesmo sem ter visto absolutamente nada?

hospital leuven brussels
Não é por nada não, mas o hospital (esse da foto) é melhor do que alguns hostels que eu já fiquei…

Não existe viagem redonda: quando todo o planejamento dá errado

Era para ser a eurotrip dos sonhos. Iria viajar sozinha e ao longo do caminho encontraria com meus amigos. Já estava tudo combinado, as reservas estavam quitadas, tinha passagens compradas. Mas, tem horas que a vida gosta de brincar com a gente e mostrar que quem manda, na verdade, é ela.

Toda a euforia de viajar pela Europa se transformou em ansiedade de voltar para casa. E assim foi. Uma semana depois estava aterrissando no Galeão. Por recomendação médica, preferi voltar e continuar o tratamento aqui no Brasil.

O lado bom da história? Fiz amizade com todos os enfermeiros belgas, passei a entender um pouquinho mais do sistema de saúde deles e aprendi, na marra, que ter seguro de saúde para viagem é primordial. Além disso, voltei às terras cariocas a tempo de acompanhar o desfile das escolas de samba – pela televisão, é claro, porque tive prisão domiciliar por um mês até estar recuperada. Brincar com a saúde não dá e, como diria a minha vó, a saúde é mais importante que a viagem.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here