Se você, querido leitor, já se arrependeu de alguma coisa que fez ou deixou de fazer irá me compreender perfeitamente. Nesse momento, eu estou arrependida de não ter conhecido direito o Panamá.

Era apenas uma noite de escala entre o Rio de Janeiro e Curaçao, meu último destino. E, ao invés de ficar as 16 horas esperando em uma confortável cadeira da sala de embarque no aeroporto, resolvi passar o pernoite em um hotel na Cidade do Panamá.

O arrependimento veio logo ao sair do aeroporto e ver o pôr do sol cercado por prédios de um lado e o mar do outro, uma das visões mais lindas da cidade, que infelizmente não ficou bem enquadrada nas minhas fotos.

IMG_0957
Foto feia dentro do carro de um lugar bonito.

 

Por lá encontram-se diversas unidades das grandes redes hoteleiras mundial, os preços por diária não são tão exorbitantes, por isso, pude me dar o luxo de ficar hospedada em um desses hotéis. A qualidade do atendimento é perceptível logo na calçada, quando te ajudam a descer do carro e levam sua mala. No quarto tinha doces e um cartão de boas-vindas com meu nome impresso nele – tudo bem que estava escrito errado, mas o que vale é a intenção. Me senti a ryca, blogueira de viagens de luxo, passageira de primeira classe…. Para quem está acostumada com hostel e perrengues, qualquer mimo faz total diferença. O melhor? O hotel tinha uma passagem direta para um shopping e um cassino, como se não bastasse isso, ainda tinha um restaurante japonês dentro do próprio hotel.IMG_0945

Outra boa surpresa foi a receptividade de todos os panamenhos, eles são extremamente gentis. Conversavam sobre a situação do Brasil, explicavam sobre os pontos turísticos e diziam que uma noite era pouco tempo na cidade. Quem me conhece sabe o quanto eu valorizo uma boa recepção, o quanto gosto de conversar com as pessoas locais e, desse modo, conhecer um pouquinho da cultura do respectivo lugar. Na Cidade do Panamá foi assim.

Para completar, tocava reggaeton em todos os lugares que eu fui. No shopping, na rua, no barzinho do hotel. Bastou isso para me apaixonar e querer voltar só para aproveitar tudo que o Panamá tem a oferecer, que, ao contrário do que eu imaginava, não é pouco.

Imagem de destaque: Google (porque todas as minhas fotos ficaram ruins).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here